Noticias

A volta por cima da Ciranda de Balbina


“O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos, no mínimo fará coisas admiráveis.”

―José de Alencar

José de Alencar em sua célebre frase sobre persistência e determinação, exemplifica com propriedade, o atual momento vivido pela Ciranda de Balbina. Hélio (coordenador); Normando, Rômulo. Célia e Jackie (subcoordenadores), a despeito de todos os obstáculos e dificuldades enfrentadas e depois de quatro anos de tentativas frustradas, finalmente conseguiram resgatar um projeto social e cultural que era um desejo de todos dentro da Vila: O ressurgimento da Ciranda de Balbina.



A ciranda teve seu início dentro do ambiente escolar através da professora Marlúcia, criadora e idealizadora do projeto. Inicialmente o que seria apenas uma brincadeira estudantil, ganhou espaço e importância no seio da comunidade que apoiava e incentivava a iniciativa. Em pouco tempo os jovens criaram gosto pela dança e disputavam um lugar dentro do grupo que durante um bom tempo era a atração principal da vila de Balbina, nas festas folclóricas do município.
Mais à cerca de quatro anos, por falta de apoio e incentivo por parte principalmente do poder público e da direção da vila, segundo seus coordenadores, a dança esteve ausente dos festivais juninos e principalmente das atividades culturais e escolares da comunidade. Essa ausência sempre foi muito sentida, principalmente pelos jovens que viam na ciranda não só uma atividade de lazer mas uma oportunidade de interação social e contribuição para tornar a vida da comunidade de Balbina mais alegre.
Atualmente a dança se mantém graças ao apoio dos pais e dos próprios brincantes, que através de cotas custeiam todas as despesas do grupo. Mas segundo seus coordenadores, eles estão convictos que irão fazer belas apresentações no município com o intuito de provar a importância desse projeto para a vila de Balbina e também para mostrar que com apoio, os ganhos seriam bem maiores.
Os ensaios acontecem sempre aos sábados e domingos a partir das 16:00 horas no clube Atroari e está aberto a todos que tenham interesse em conhecer esse trabalho ou que porventura pretendam apoiar e patrocinar essa iniciativa. O interesse em participar do grupo tem sido surpreendente, visto que não existe limites de idade mas que o número de participantes já atingiu o planejado e a aceitação de novos brincantes está condicionada a capacitação dos interessados.
A Ciranda de Balbina trouxe de volta a alegria que a muito não se via em nossa comunidade, afirma um dos coordenadores. Isso nos motiva mais ainda a seguirmos firmes em nosso objetivo com esse projeto. “A Ciranda de Balbina veio pra ficar !”


Por Joyce Neves









A volta por cima da Ciranda de Balbina A volta por cima da Ciranda de Balbina Reviewed by Portal do Urubui on 01:28 Rating: 5