Noticias

Dez barragens de mineração inseguras estão localizadas no Amazonas, aponta DNPM


O Brasil possui aproximadamente 13% das reservas mundiais de estanho contido. Dez barragens da mineração Taboca, que explora principalmente o minério, estão incluídas na lista

    Dez barragens da Mineração Taboca, no município de Presidente Figueiredo, distante 117 quilômetros de Manaus são inseguras
    Dez barragens da Mineração Taboca, no município de Presidente Figueiredo, distante 117 quilômetros de Manaus são inseguras (Reprodução/Internet)
    O último levantamento realizado pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), em abril do ano passado, aponta que ao menos 16 barragens de mineração no Brasil são de alto risco, entre elas, 10 são da Mineração Taboca, no município de Presidente Figueiredo, distante 117 quilômetros de Manaus.
    Dados do relatório foram publicados, inicialmente, no site da Folha de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (18). Segundo o relatório, municípios de Minas Gerais e Pará também possuem barragens em risco de segurança. 
    O DNPM classificou as barragens de mineração em cinco classes: A, B, C, D ou E, sendo ‘A’ para alto risco. Para sua classificação, fora utilizado o Quadro para Classificação de Barragens para Disposição de Resíduos e Rejeitos.  Todas as informações utilizadas a classificação são de responsabilidade do empreendedor, inclusive as coordenadas das barragens por eles declaradas, segundo o DNPM.
    Dez barragens da mineração Taboca, que explora principalmente o ‘estanho’, estão incluídas na lista. Outras duas barragens estão localizadas no município de Nazareno e Ouro Preto, em Minas Gerais, e outras duas em Barcarena e uma em Ipixuna do Pará, ambas no Estado do Pará.
    O Brasil possui aproximadamente 13% das reservas mundiais de estanho contido e a terceira maior do mundo. É também o quinto maior produtor mundial com 10.400 toneladas produzidas no ano passado (4 %, do total), de acordo com o DNPM.
    As reservas brasileiras estão localizadas em sua maior parte na região Amazônica: Província Mineral do Mapuera, no Amazonas (mina do Pitinga, em Presidente Figueiredo) e na Província Estanífera de Rondônia (Bom Futuro, Santa Bárbara, Massangana e Cachoeirinha).
    O projeto Pitinga está instalado há mais de 20 anos em Presidente Figueiredo e também extrai minérios das reservas de nióbio, tântalo, zirconita, criolita e outros minerais. 

    Segurança 
    De acordo com a Política Nacional de Segurança de Barragens, as barragens de mineração devem apresentar pelo menos uma das seguintes características: altura do maciço, contada do ponto mais baixo da fundação à crista, maior ou igual a quinze metros; capacidade total do reservatório maior ou igual a três milhões de metros cúbicos; reservatório que contenha resíduos perigosos conforme normas técnicas aplicáveis; categoria de dano potencial associado, médio ou alto, em termos econômicos, sociais, ambientais ou de perda de vidas humanas.
    http://acritica.uol.com.br/noticias/barragens-inseguras-localizadas-Amazonas-DNPM_0_1469853022.html
    Dez barragens de mineração inseguras estão localizadas no Amazonas, aponta DNPM Dez barragens de mineração inseguras estão localizadas no Amazonas, aponta DNPM Reviewed by Portal do Urubui on 14:53 Rating: 5