Noticias

Layla, julgar ou não julgar?

Layla, julgar ou não julgar?
Os jovens de Presidente Figueiredo ficaram estarrecidos hoje pela manhã, ao se depararem com a manchete do "Portal do Holanda", que estampava a foto de Layla Aguiar, juntamente com dois outros jovens, presa por tráfico de drogas.



Imediatamente a notícia se espalhou nas redes sociais e causou uma série de discussões tanto no facebook como nos grupos de whatsapp. Alguns com opiniões condenatórias e outros mais condescendentes em relação a situação. A grande maioria, no entanto, reprovava qualque tipo de julgamento.
Layla é filha de família honrada de nossa comunidade, seu pai é homem digno e trabalhador. Certamente, procurou oferecer a sua filha, os ensinamentos do bom caminho e da honradez. Se ela fez uma escolha que marcará sua vida negativamente, pagará pela escolha.
Mas por que logo a Layla? Ela como muitos outros jovens, por uma questão de necessidade, são obrigados a se afastarem da família e irem morar na capital em busca de estudo e oportunidades que o município ainda não oferece e todos sabemos disso.
Se aqui no município, debaixo da vista de todos, já vemos os riscos que nossos jovens correm com a facilidade de bebidas e drogas, onde os traficantes infiltrados entre eles, tiram proveito para praticarem suas mazelas, imagine então, numa capital como Manaus.
Nem todos os jovens, estão prontos para resistirem as tentações da vida de luxo e ostentação. Alguns se deslumbram e não vêem os riscos desse mundo fantasioso. Outros jovens são presas fáceis quando expõem suas fraquezas sentimentais ou até mesmo as desavenças familiares.
Layla infelizmente se deixou seduzir pela ostentação da vida da capital e não é a primeira e nem será a última infelizmente. Mas que o exemplo do ocorrido com ela, sirva de alerta aos pais e principalmente a outros jovens, do perigo que os ronda.
O momento é muito mais de reflexão do que de qualquer tipo de julgamento.
Layla, julgar ou não julgar? Layla, julgar ou não julgar? Reviewed by Portal do Urubui on 16:07 Rating: 5