Noticias

Waltão o xerife da Vila de Balbina

Nos condados Ingleses e Americanos em épocas de faroeste, uma figura imponente era a do xerife. Representava a maior autoridade da região e a grosso modo falando, era o homem da lei. Aquele que fazia a ordem ser respeitada, exercia o que seria a função de um delegado de polícia nos tempos atuais.
Na vila de Balbina, existe a figura de Walter Zamperlini paulista de Barretos, um empresário que chegou ao município em 1983, para trabalhar no projeto de construção da hidrelétrica de Balbina e que adotou esse lugar, como sendo a sua terra de coração e, como ele mesmo diz, "só saio daqui morto!"
 De personalidade forte, com uma voz rouca e as vezes polêmico, Waltão como carinhosamente é conhecido, é brigão qdo o assunto envolve a Vila de
Balbina. Aqui criou dois filhos, Rodrigo e Rogério frutos de sua primeira união e cria duas filhas de seu atual casamento com Fabrícia de Oliveira Lima Zamperlini.
Conhecedor profundo das necessidades da vila, é comum ver as pessoas o procurarem para pedir ajuda, conselhos e apoio nas causas sociais da comunidade. Esse jeitão "casca grossa" é só fachada nessa figura de coração generoso e sempre disposto a estender a mão a quem precisa.
Dono de uma propriedade às margens do rio Uatumã, no ramal da morena, é ali que passa a maior parte de seu tempo e onde costuma receber os amigos para uma rodada de poker  (tira sarro com os amigos dizendo que o que ganha no jogo, ajuda a pagar os boletos de seu supermercado) e pesca de peixe liso, sua grande paixão esportiva e onde se auto proclama o maior pescador de peixe liso da localidade. Do tipo que fala o que quer mas sempre com respeito ao próximo, não  aceita perder e nem ficar por baixo.
Waltâo fala com tristeza do atual momento da Vila de Balbina, um lugar que segundo ele, vem sendo esquecido pelas autoridades. Relembra saudosista os bons tempos do colégio Pitágoras, do hospital e da eficiente segurança que existia. Preocupa-se com os jovens entregues as drogas e ao álcool e que hoje estão em grande número na comunidade.
Cobra das autoridades a manutenção da Am 240 que dá acesso à vila e, principalmente um melhor policiamento que segundo ele, está desfalcado e em número insuficiente para atender os anseios dos moradores. Sonha no dia em que essas casas possam ser passadas aos moradores, mesmo sabendo ser difícil de esse sonho se concretizar.
Waltão é um homem trabalhador, íntegro e honesto mas já teve seus momentos de conquistador que segundo ele, quando era mais ajeitadinho, moreno alto e dos olhos verdes, seu tipo atraia muitas fãs e que acabava sendo difícil resistir. Mas ressalta que isso é coisa do passado e que vive um momento familiar de muita felicidade.
Nosso "xerife" é falastrão e brincalhão. Cumprimenta a todos e costuma sempre dar atenção inclusive as crianças. Gosta das coisas direitas e certas e tentou por quatro vezes ser vereador para defender os moradores da vila de Balbina. Não vivemos no tempo do faroeste, no entanto, a figura de Waltão representa com propriedade o xerife da moral do "Condado de Balbina".

 Por Ruana Carioca








Waltão o xerife da Vila de Balbina Waltão o xerife da Vila de Balbina Reviewed by Portal do Urubui on 00:18 Rating: 5