Noticias

Manaus é "sede" de grupo que fez ataques racistas a Maju Coutinho

Manaus é "sede" de grupo que fez ataques racistas a Maju Coutinho

Portal do Holanda
Postado em 10/12/2015 às 19h22 




Manaus é
Manaus/AM - A operação ‘Tempo Fechado’ apreendeu nesta quinta-feira, 10, computadores portáteis, smartphones e tablets de um pessoas integrantes de um grupo de Manaus no Facebook, denominado ‘QLC - Que Loucura Cara’, que estão sendo investigados por ataques racistas contra a jornalista Maria Júlia dos Santos Coutinho Moura, a ‘Maju’, na página do Facebook do Jornal Nacional.
Segundo o Ministério Público do Estado do Amazonas, o grupo tem base em Manaus, possuindo mais de 20 mil seguidores em todo o Brasil, principalmente em São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás, Pernambuco e Ceará, e fazia ataques ofensivos na web através de perfis falsos. A operação tem o objetivo de apurar casos racistas, injuriosos ou neonazistas na internet e foi intitulada em alusão à carreira de Maju, que apresenta a previsão do tempo no Jornal Nacional. Crimes como racismo, injúria qualificada, organização criminosa e corrupção de menor são associados ao grupo.
O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), do MP-AM apreendeu os materiais em cumprimento a mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juiz de Direito do Foro Central Criminal Barra Funda, São Paulo. Os aparelhos já estão sendo periciados e integrantes do grupo já prestam depoimento na sede do MP-AM. 
Manaus é "sede" de grupo que fez ataques racistas a Maju Coutinho Manaus é "sede" de grupo que fez ataques racistas a Maju Coutinho Reviewed by Portal do Urubui on 11:36 Rating: 5