Noticias

Durante jogo da Copinha, atletas do Fast-AM são vítimas de discriminação

Denúncia em rede social diz que jogadores foram chamados de índios. Dirigente diz que informação procede e é lamentável. Time venceu Taboão da Serra-SP, no interior

Por Manaus, AM
Fast clube nota de repúdio (Foto: Reprodução)Nota foi divulgada na página oficial do Fast (Foto: Reprodução)
A equipe do Fast Clube foi alvo de ofensas e gritos pejorativos, durante o jogo contra o Taboão da Serra, quando venceu por 2 a 1, na tarde dessa terça-feira (05), em jogo válido pela segunda rodada da Copa São Paulo de Futebol Junior. Um ex-jogador do grupo fastiano, Alexandre Augusto, utilizou uma rede social ligada ao clube para relatar o fato ocorrido.   
Segundo Augusto, o elenco foi chamado de “índio” pela torcida adversária, desde o início do confronto. O GloboEsporte.com não conseguiu falar como treinador do time, Darlan Borges, tampouco com o diretor de base, Thiago Durante. Mas de acordo com o vice-presidente do tricolor, Cláudio Nobre, as informações são verdadeiras e causam revolta.
  

- Conservei há pouco com o Darlan e com o Thiago e ambos me confirmaram este caso, lamentável para o futebol amazonense e para o futebol brasileiro, como um todo. É difícil de imaginar, mas em pleno século 21 ainda existem pessoas que não sabem respeitar a cultura, a origem das outras, e isso nos revolta, mas não nos abala. Lamentável - desabafou.   
O GloboEsporte.com não conseguiu contato com os representantes de Taboão da Serra-SP para comentar o caso.
Confira a nota na íntegra:   
"Desde o início dos preparativos da partida frente ao Taboão da Serra, nossa equipe sofreu ofensas e gritos de "índios" e ofensas pejorativas. Ao saber desse fato repudiamos em nota o acontecido, frente ao povo amazonense e aos imortais atletas que em campo foram superiores na bola e moral, exemplificando que o amazonense é mais eloquente e envergado em sua teia social e moral de costumes dos que aqueles que frequentaram o estádio aos gritos. Sou amazonense, somos amazonenses com orgulho. É lamentável e revoltante ter este fato em uma competição júnior. Isso demonstra quanto o Fast é o clube mais amazonense dentre os amazonenses. Somos o clube do povo, o clube que representa, em suas cores nosso estado e nossa bandeira, o que representa o Amazonas se forma digna e com maestria. Nós amazonenses somos desvalorizados, ofendidos, insultados, qualificados de forma baixa e criticados, na maioria dos Estados do Brasil, e isso serve de consciência para os que desvalorizam nossos times, nossas raízes. Vejam o quanto o Fast, em campo, demonstra o orgulho e profissionalismo isentando-se da retribuição das ofensas. Calamos ontem a torcida do Taboão da Serra ganhando o jogo dentro de campo, e portando, deixamos aqui nossos parabéns a todo elenco e comissão".
https://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=4&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwi37NSq8JbKAhUDW5AKHR6YDSgQFggrMAM&url=http%3A%2F%2Fgloboesporte.globo.com%2Fam%2Fnoticia%2F2016%2F01%2Fdurante-jogo-da-copinha-atletas-do-fast-am-sao-vitimas-de-discriminacao.html&usg=AFQjCNGgonoRcHjkJo1GqbhgTOz_nVo87g&sig2=jTaZUmcZNgi4mDb5bcthUQ

Durante jogo da Copinha, atletas do Fast-AM são vítimas de discriminação Durante jogo da Copinha, atletas do Fast-AM são vítimas de discriminação Reviewed by Portal do Urubui on 20:38 Rating: 5